Essa pagina depende do javascript para abrir, favor habilitar o javascript do seu browser!
Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

A conquista de Monte Castello: Honra e Glória da FEB na Itália

Publicado: Segunda, 22 Fevereiro 2021 13:10 | Última atualização: Segunda, 22 Fevereiro 2021 14:09

Gaggio Montano (Itália) – No dia 21 de fevereiro, no município de Gaggio Montano, foram realizadas diversas cerimônias em homenagem aos “pracinhas” da Força Expedicionária Brasileira (FEB), que conquistaram com honra e glória o, até então, inexpugnável baluarte defensivo nazifascista: Monte Castello. Atendendo todas as medidas de segurança estabelecidas pela emergência sanitária vigente no país, italianos e brasileiros reverenciaram a participação da FEB na Campanha da Itália durante a Segunda Guerra Mundial.

Hasteamento das bandeiras Brasileira e Italiana em Monte Castello

A primeira parte da cerimônia, desenvolvida no Monumento Votivo Militar Brasileiro de Monte Castello, localizado no distrito de Guanella, no sopé da histórica elevação, contou com a presença do Coronel André Luiz dos Santos Franco, Adido do Exército (AdiEx) junto à Embaixada do Brasil na Itália, da Prefeita de Gaggio Montano, Maria Elisabetta Tanari, e de autoridades civis e militares. Naquela oportunidade, além do hasteamento dos pavilhões do Brasil e da Itália, foram entoados os hinos dos países irmãos e depositadas coroas de flores no monumento de Monte Castello, recordando os 76 anos dessa memorável conquista pelas tropas brasileiras.

A prefeitura de Gaggio Montano é condecorada com a Medalha Tributo à FEB

O AdiEx também realizou a imposição da Medalha Tributo à FEB no Gonfalão do município de Gaggio Montano. A medalha instituída pelo Comandante do Exército, em 13 de fevereiro de 2020, destina-se a distinguir civis e militares, nacionais ou estrangeiros, bem como organizações militares (OM) e instituições civis, nacionais ou estrangeiras, que tenham praticado ação destacada ou serviço relevante em prol da preservação e difusão da memória histórica da FEB na Segunda Guerra Mundial.

O Adido do Exército Brasileiro na Itália presta homenagem aos "17 de Abetaia"

A segunda atividade teve lugar junto ao monumento em homenagem aos 17 heróis de Abetaia. No local onde os militares brasileiros pereceram durante o quarto ataque a Monte Castello, o AdiEx e a Prefeita de Gaggio Montano depositaram flores em memória aos “pracinhas” que sacrificaram a própria vida em defesa da liberdade e da democracia no mundo.

Placa com os nomes dos "17 de Abetaia" 

O Adido do Exército Brasileiro na Itália e a Prefeita de Gaggio Montano em Abetaia

Pintura à óleo, retratando os "17 de Abetaia", de autoria do veterano Cap Otton Arruda Lopes

Nas suas palavras, o AdiEx destacou que as operações na região de Monte Castello foram desencadeadas na fase final da Segunda Guerra Mundial, entre as tropas aliadas e as forças nazifascistas, que tentavam conter o seu avanço no norte da Itália. A efetiva ação da FEB na conquista desse importante acidente capital marcou definitivamente a história dos nossos “pracinhas” no conflito. A batalha durou longos três meses, de 24 de novembro de 1944 a 21 de fevereiro de 1945, durante os quais se efetuaram cinco ataques, com grande número de baixas devido a vários fatores, entre os quais as temperaturas extremamente baixas. Os quatro primeiros ataques, em 1944, não tiveram êxito, o que aconteceu apenas na quinta tentativa. Combatendo com honra, os nossos “pracinhas” venceram a tenaz resistência nazifascista com destemor, abnegação, espírito de sacrifício e fé no cumprimento da missão, levando nossos heróis brasileiros à glória de hastear a bandeira verde-amarela no ponto mais alto do objetivo conquistado. “Castelo é nosso!”.

Croquis da manobra de conquista de Monte Castello

Foto histórica



Foto histórica

Foto histórica

A manhã fria de domingo, aliada à recordação das vidas ceifadas naquela elevação no passado e à situação da pandemia atual, aumentou a carga emotiva das cerimônias, tanto para os brasileiros, como para os italianos presentes. A manutenção dessas atividades, superando diversos obstáculos, deixa a certeza de que a chama da liberdade e da democracia acesa pela bravura dos nossos soldados da FEB nunca será apagada dos corações e das mentes do povo italiano.

registrado em:
Fim do conteúdo da página