mod_eprivacy

You have allowed cookies to be placed on your computer. This decision can be reversed.

Ministro destaca a importância da FEB

nas comemorações dos 70 anos

da vitória na 2ª Guerra Mundial

 

Pistóia (Itália), 08/05/2015 – Em cerimônia que marcou as comemorações dos 70 anos da vitória dos aliados sobre o nazi-fascismo, o ministro da Defesa, Jaques Wagner, representando a Presidenta Dilma Rousseff, depositou coroa de flores no Monumento Votivo Militar Brasileiro, mais conhecido como o Cemitério de Pistóia, na Itália. No local, foram sepultados os pracinhas da Força Expedicionária Brasileira (FEB) que morreram no combate às tropas inimigas e que na década de 60 foram transladados para o Brasil.

Em discurso, o ministro destacou o importante papel da FEB na luta pela democracia e pela liberdade em solo italiano, além de ressaltar a relação de amizade e cooperação entre os povos brasileiro e italiano. O ministro ressaltou ainda a importância da vitória dos aliados contra o nazismo que foi uma tragédia para a humanidade. "Foi uma vitória das forças da paz, da democracia, da solidariedade e do progresso social", afirmou Wagner. O ministro relembrou que a tragédia acarretou a morte de mais de 50 milhões de pessoas, sendo 12 milhões nos campos de concentração nazistas.

A solenidade teve início com o hasteamento da bandeira brasileira. Em seguida, foram executados os hinos do Brasil e da Itália. Durante o evento, Jaques Wagner recebeu a comenda Cruz Europeia da Federação Italiana de Combatentes Aliados.

Na sequência, foram colocadas coroas de flores em homenagem aos mortos, em nome da prefeitura, polícia e Província de Pistóia, bem como do governo brasileiro. Enquanto se dava o momento de depositar as flores, se realizou o toque de silêncio.

Depois da cerimônia em Pistóia, o ministro brasileiro visitou a gruta de Staffoli, local onde os pracinhas faziam suas preces na época da guerra. A gruta foi construída pelos soldados brasileiros e foi mantida pela comunidade italiana até os dias atuais.

Além do ministro Jaques Wagner, participaram da cerimônia o embaixador do Brasil na Itália, Ricardo Neiva Tavares, o Secretário de Segurança de Pistóia, Ângelo Ciuni, a presidente da Província de Pistóia, Federica Fratoni, o adido do Exército na Itália, coronel Mario Felizardo Medina e o adido de Defesa e Aeronáutico do Brasil na Itália e Eslovénia, coronel Frederico Alberto Marcondes Felipe. Estiveram no monumento diversos prefeitos de cidades em que a FEB combateu durante a Segunda Guerra Mundial.

No começo da tarde de hoje (08), Jaques Wagner seguiu da Itália para Moscou (Rússia). Amanhã (09), em cerimônia que ocorre na Praça Vermelha, em Moscou (Rússia), Wagner, juntamente com diversos Chefes de Estado e de Governo, além de líderes internacionais, assistirá a um desfile com mais de 15 mil integrantes, incluindo militares das Forças Armadas da Comunidade dos Estados Independentes (CEI) e de países estrangeiros. Militares em muitas unidades estarão vestindo uniformes da época da Grande Guerra Patriótica.

Serão envolvidos ainda 194 viaturas militares e 143 helicópteros e aeronaves. Também desfilarão pela primeira vez unidades do blindado BMD-4M, o Transporte de Tropas "Rakushka", e o complexo da Força de Mísseis Estratégicos Móvel Yars. O evento lembra um grande momento da história da humanidade, quando os militares soviéticos derrotaram as forças nazistas na Europa.

 

Idioma

Topo
JSN Boot template designed by JoomlaShine.com